quarta-feira, 30 de maio de 2012

Sapatilha de Ponta


O sonho de toda bailarina é usar a sapatilha de ponta, mas será que você está pronta para subir nas pontas?


Estive perguntando pra minha professora quanto tempo demora para utilizar esse tipo de sapatilha e ela me falou que tudo depende do tipo físico e se a bailarina está preparada para utilizar, tudo depende da pessoa, ás vezes pode levar 3 anos ou mais. Então nada de desespero o jeito é ter paciência e esperar e como diz o velho ditado “a pressa é inimiga da perfeição”. Fiz uma pesquisa sobre o que essa sapatilha pode causar quando é utilizada antes do tempo e descobri que você pode estar colocando em risco a sua carreira de bailarina. O trabalho de pontas é muito mais árduo do que parece e pode ser também bastante perigoso para jovens alunas cujos pés ainda não são fortes o bastante e não apresentam a anatomia do tornozelo ainda apropriada, ou ainda não possuem habilidade técnica suficiente para controlar o resto do corpo enquanto estão dançando, na verdade, é uma combinação entre maturidade física e técnica para controlar os pés e os tornozelos o que determina se a jovem bailarina está pronta para subir nas pontas.
A sapatilha é utilizada em um formato menor que o pé, muito dura, estreita demais, podendo comprimir estendendo-se pelo colo do pé, extensor comum dos dedos, e grampeiam totalmente os dedos, isto impossibilita o alongamento necessário à elevação e ao equilíbrio simétrico, pois a linha de eixo forma-se pela continuidade dos dedos ao colo do pé, perna, tronco e cabeça, também poderão ceder o tornozelo, pelo descontrole provocado pela nevralgia “uma dor no nervo”, tentando diminuir ou mesmo amortizar a dor e com isso deixará pender o arco de sustentação do pé, que mantém todos os dedos alongados e vivos sobre o chão, caindo para o dedão e fora isso este fato implica na perda da rotação aberta do quadril, sustentada através da musculatura interna da coxa. Ao se interromper o alongamento dos pés e consequentemente das pernas e do tronco, a aluna não estará mais elevada sobre elas. Isto por que todo peso estará sobre os quadris, provocando a flexão total ou parcial dos joelhos e o resultado será o desenrolar de movimentos desarticulados, pesados, mecânicos, sem eixo, sem coordenação, desarmoniosos e prejudiciais à correta postura anatômica do corpo. No trabalho de pontas o corpo precisa estar muito alongado, tendendo a sair do chão, pois a pequena área da extremidade dos dedos (a da sapatilha de ponta) em contato com o chão é muito menor do que a plataforma estabelecida pelos pés, na elevação sobre a meia ponta. Assim, necessitam um posicionamento anatômico correto, um alongamento muito mais eficaz, para que o peso diminua sensivelmente sobre a pequena extremidade, eliminando desta forma a sobre carga evitando o risco de acidentes prejudiciais à estrutura óssea dos pés e contribuindo para o desenvolvimento de um trabalho consciencioso, produtivo e saudável e é através do alongamento desde a cabeça, tronco e pernas, que o peso será dividido e estabilizado equilibradamente, permitindo a elevação sobre a sapatilha de ponta. Depois que vi isso, acho melhor esperar, afinal pra que ter pressa não é mesmo!

Marcas indicadas


A Repetto um dos mais renomados fabricantes de sapatilha (para dança e para as ruas) do mundo e é uma das queridinhas das bailarinas por associar-se facilmente à moda, apesar de ser uma sapatilha muito cara e ainda de difícil acesso no Brasil. Outra marca comentada é a Gaynor Minden que é feita com material de primeira qualidade, cetim salmão, tecidos e um tipo de polímero, na parte interna, onde nas outras pontas são confeccionadas em gesso, que depois de quebrar conforme o uso ficam inúteis. A gaynor pode ser lavada normalmente como uma sapatilha de meia ponta, podendo ser remodelada com o secador de cabelos, dando assim maior durabilidade do produto (de 6 meses até 1 ano, dependendo da bailarina) e é o sonho de toda bailarina ter uma dessa apesar de serem caras, importadas, feitas sob medida, são lindas e confortáveis mas geralmente usadas por bailarinas avançadas, de escolas particulares e com dinheiro para comprar.
A sapatilha utilizada pela atriz Natalie Portman do filme Cisne Negro foi a  Freed, esta sapatilha é inglesa, muito bonita, leve, confortável, porém difícil de achar. Essa marca é usada pela bailarina Ana Botafogo e praticamente todo o Royal Ballet (A primeira e dominante companhia de ballet do Reino Unido e uma das maiores instituições de exames de ballet clássico do mundo.).
A marca Capezio existe alguns modelos de excelente qualidade e são as mais baratas do mercado e uma das mais antigas e mais usadas por esse mundo afora. A outra marca é a Milleniun que em geral possui pontas muito confortáveis e estáveis e são ótimas para trabalhar os pés nas aulas de ponta, porém, não são tão bonitas para palco. Nunca utilizei nenhuma, mas pelo que eu pesquisei essas são tidas como as melhores, mas se conhecerem alguma, por favor, é só indicar. 

Vamos ajudar ai pessoal... Um beijo e até a próxima!!!


 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
Jakeline Figueiredo é formada em Publicidade e Propaganda e adora o mundo das artes. 
Já trabalhou como Modelo e já fez Teatro, e hoje faz aulas de Ballet. 
A partir de agora é nossa colunista de Ballet e Teatro.

11 comentários:

  1. Que lindo...eu fiz ballet quando tinha 5 anos..ate os 8!! que lindo q era..beijosss

    http://www.cosasde-ladydiva.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ballet é a coisa mais linda do mundo gente, muito rs *.*

      Excluir
  2. eu tenho 15 anos e a 12 anos eu faço balé, tenho uma barra no meu quarto, hoje eu estava ensaiando na minha sapatilha de ponta (Capezio) e cai, tori meu tornozelo, balé é minha vida, meu tornozelo ta inchado, eu nao quero perder minha apresentaçao :'(

    ResponderExcluir
  3. Jennifer você é uma bailarina, espere o tornozelo desinchar e volte a treinar, só não force agora senão vai acabar dando alguma complicação!
    Torço por você, por favor tire fotos da sua apresentação que a gente quer postar por aqui!
    Beijos, linda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nice your site thanks for sharing love you all teme good work keep it up
      WiFi Password Hacking

      Excluir
  4. Faço ballet a 2 anos, tenho 14 anos mas ainda não tenho ponta e morro de vontade de ter, todas as alunas da minha idade tem e por não ter fico numa turma de alunas menores (oque me deixa triste). Não sou muito bem alongada e acho que é por isso que não tenho ainda. Estou me esforçando cada vez mais para realizar esse meu sonho :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. holla tenho 5 meses de ballet e graças a Deus minha professora recomendou a ponta para mim mas vc vai conseguir não desista

      Excluir
  5. Gente não se aprece pois quando vcs fizerem a aula de sapatilha de ponta vaão implorar para tira-la pois ja uso ponta e sei como e a dor bjus de gloos e até mais

    ResponderExcluir
  6. SOU KAREN LETICIA E MORO EM IRATI ESTOU FAZENDO BALET Á 4 ANOS E EU NÃO SEI COMO EU AINDA NÃO SUBI NA PONTA EU TENHO AULA 2 VEZES POR SEMANA E CONSIGO FAZER QUASE TUDO PORQUE EU NÃO SUBI?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. karen não se preocupe eu fasso Ballet a 5 meses de aula e duas vezes por semana e minha professora mandou eu comprar a ponta a vez vc não esta preparada o bastante sua hora vai chegar

      Excluir
  7. Todas as bailrinas que eu conheço falavam que a ponta era muito ruin, que meu pé ia doer muito...Hoje com minha primeira sapatilha de ponta, que comprei mes passado, adorei, não é o terror que elas falam, e tdb e uma conquista é meu xodó kkk Eu mal comprei ela e ela já quebrou, isso é normal?E pq eu costumo usar ela muitas vezes.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...